Lula define Moro: “o cara é do mal, bicho”

Caravana, entre outras definições, é um elevado numero de pessoas que se reúnem para, com maior segurança, viajar, transita, comercializar por ermos desertos ou locais tidos como perigosos.

Neste momento histórico quem recebe nossa atenção é essa caravana organizada pelo Lula, já em campanha politica para 2018. Isso é legal? Fazer campanha já pode? Com a policia ao seu encalço o sujeito que já foi ícone da esquerda mundial corre como doido berrando impropérios.

Pois essa caravana do Lula, algo totalmente esdrúxulo e bastante típico de vazios éticos que nos remete a Macunaíma, percorre o Brasil com qual finalidade mesmo? Quando passou pele nordeste ele afirmou: “temos condições de mudar o Brasil”. Muito interessante, eis que realmente precisamos de quem mude este nosso País, mas mudar o que, com Lula?

Agora essa troupe que também pode ser definida como uma excursão esteve no Rio de Janeiro sem muitos para aplaudir mesmo com pão e mortadela: a coisa na cidade maravilhosa está mais para tubarão do que para sereia.

Mas ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já condenado a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e que é réu em cinco outras ações penais, três pela Operação Lava Jato, uma pela Operação Janus e uma pela Operação Zelotes, além de alvo em outros inquéritos, reiterou estar sendo injustiçado.

O homem, que não brinca em serviço e consolidou a façanha de levar os tentáculos da corrupção brasileira também ao exterior desancou o juiz Sérgio Moro. Virou moda tentar tripudiar esse magistrado, o que não é de estranhar num país que também virou moda defender seu corrupto preferido.

Usando palavreado típico dos “magrinhos” dos anos de 1970 (sai dessa, bicho: qual e á tua, bicho?; manja, essa, bicho; paz e amor, bicho!), Lulinha bate no Juiz Sérgio Moro: “o cara é do mal, bicho”. Sim, do mal.           

Alguém, com maldade, debocha dessa postura e relembra o fato ocorrido com um politico do alto escalão do governo japonês. Conforme a imprensa registrou “em maio de 2007, Toshikatsu Matsuoka, deputado e ministro da Agricultura do Japão, 62 anos de idade, cometeu o suicídio. Acusado de corrupção, Matsuoka enforcou-se com uma correia de cachorro na porta da sala onde morava, em Tókio. A polícia e a justiça descobriram que seu comitê eleitoral recebeu milhões de ienes de construtoras e empreiteiras que ganharam licitações de uma agência de gestão florestal controlada pelo governo. Estou dolorosamente consciente de minha responsabilidade, como ministro. É meu dever que tal ato não se reproduza”, deixou escrito o ministro-suicida.

É desumano, maldade sem freio, imperdoável, incorreto, injusto, exagerado, sugerir algo assim a um corrupto brasileiro. Não é esse o caminho. Agora, que nossos acusados não tenham um mínimo de postura diante de acusações sérias levantadas por nossas autoridades policias, torna-se um deboche inominável... 

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027