Diário da Manhã

Em tempos fluídos a escola vintage!

A escola é uma importante criação cultural da modernidade. Ao longo dos séculos vem sendo pensada, debatida, idealizada por uns, demonizada por outros. Há muito se denuncia a crise em seus processos. Criada no final século XVIII início do século XIX, a escola pública, gratuita e obrigatória incorporou estruturas políticas da época. Parida num mundo positivista regido pela economia industrial, objetivava desenvolver um povo dócil, obediente, passível a produção em larga escala. Tais características permanecem ativas hoje, pareadas a mudanças progressivas. Num ritmo próprio e distinto ao de seu tempo, a escola caminha. Seguimos respeitando a lógica industrial: chamada, fila, estar atento ao sinal para a troca dos períodos, disciplinas, assinar ponto. Concomitantemente, os processos de ensino e aprendizagem podem acontecer no notebook, no tablet ou no smartphone?—?tão criticado no meio educacional convivendo (oculto, é verdade) com o quadro negro, classes e livros. O espaço escolar tornou-se vintage! Quer dizer, conserva características antigas e se encontra com novas.

Vivemos uma transição no modo como nos relacionamos, nos modos de ser, estar, pensar, aprender, ensinar e transitar a infância, adolescência e juventude. A irrupção tecnológica não implica a extinção dos elementos vigentes na escola. Mas impõe pensar esse momento peculiar. Para tanto nos servimos do conceito “vintage”. Conceito muito usado na última década, associado ao design, à estética de objetos e acessórios. “Vintage” para o campo da estética são objetos com desenho e qualidade singulares, com criação e consumo de algumas décadas, ainda não caracterizados como antiguidade, porque vigentes na atualidade. Verificamos a predominância “vintage” na realidade do ato educativo em si – as aulas acontecem em determinado espaço físico com alunos sentados escutando o docente, numa duração de aproximados 40 minutos e convivem com diversos formatos de aula virtuais como videoconferências. Esse estado de coisas torna evidente o desconcerto na relação docente e aluno, e a dificuldade das instituições educacionais na apropriação das tecnologias como poderosos recursos.

É notório que a escola “vintage” carece de recursos para interpelar crianças e adolescentes. Portanto, como habitar a escola em tempos fluídos? Como docentes e alunos estão compartindo experiências e interagindo em meio às tensões relativas ao novo e o antigo ainda vigente? Compartir experiências significativas, vivenciar trocas afetivas são condições para apropriação dos fundamentos de base a toda educação. Neste sentido, o que vemos é um desafino desconcertante no qual as tensões peculiares à escola aumentam o tom. Para operar neste novo cenário, os docentes são convocados à interrogação ética dos princípios encarnados em sua própria formação, assentada em dispositivos disciplinares, de regulação do tempo e do espaço.

Frente à acelerada fluidez e o constante avanço das tecnologias, significar junto às crianças e adolescentes o tempo, o espaço, as relações, a importância da capacidade de pensar e estudar, o valor do trabalho, do semelhante, da ética, torna-se condição para uma existência criativa, em comunidade e com sentido de ser. Portanto, a escola e o docente nunca foram tão necessários. E as tecnologias, constituem espaços valiosos de reflexão e exercício de um renovado e potencializado fazer docente!

Artigo escrito por Dr. Adriano Canabarro Teixeira e Vivian Nolasco. Vívian Nolasco, Psicanalista, faz parte da coordenação do Núcleo de Atenção a Educação do Projeto – Associação Científica de Psicanálise, que tem como finalidade promover, transmitir e difundir o pensamento psicanalítico formando uma comunidade científica produtiva em Passo Fundo e região.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027