ATITUDE DOS BRASILEIROS PERANTE OS BANCOS

O tema tem grande relevância. É tão evidente que a Rede Globo tem investido no tema, especialmente no canal Globo News. Mas o foco deles não esclarece devidamente o consumidor. É uma forma de agradar os clientes dos bancos, mas não resolve os problemas. Comecemos pelas campanhas caras feitas pelos bancos, veiculadas na grande mídia. Muita gente acredita nelas. É para isso que os bancos e cartões de crédito investem alto. A Taxa Básica de Juros tem caído vertiginosamente, nos últimos meses. Todavia, os juros do Cartão de Crédito e do Cheque Especial na prática não caíram. Qual o motivo para isso? A resposta é que a inadimplência é muito alta e, por tal razão os juros não caem. A resposta às instituições financeiras é fácil de dar. É bastante simples a análise. Com juros em torno de 400 a 600%, ao ano, cobrados pelos Cartões de Crédito é impossível pagar. Vivemos uma época de recessão e baixíssimos níveis de emprego. Então o nível de inadimplência tende a crescer. Esses níveis de juros são atentados contra a economia nacional. E os bancos não sofrem nenhuma repressão por isso. Se eles baixarem os juros a níveis aceitáveis, a inadimplência cairá significativamente. É um exercício lógico. E mesmo a inadimplência anunciada não justifica. Por outro lado, temos que analisar o comportamento do cliente, seja de banco ou de cartão de crédito. O cartão de crédito é um instrumento útil. Facilita o crédito para o cliente e para o banco. Todavia, é preciso muito cuidado na sua utilização. Os limites do cartão de crédito costumam ser generosos, muitas vezes acima do orçamento da família. Portanto, é preciso responsabilidade ao utilizá-lo. Às vezes a família toda usa o cartão. Não tem controle. O problema é a capacidade de pagamento de cada um. Mas o controle sempre é necessário, principalmente porque a família tem outros gastos, além do cartão. DISCIPLINA E CONTROLE. Essa expressão é necessária, se o cliente não quiser pagar mais caro. Quanto esse controle é perdido, é difícil encontrar. Jamais pague o valor mínimo da fatura, porque sobre o restando vão incidir juros de até 600%, ao ano, sobre o saldo devedor. E você ainda paga IOF. Imaginemos uma conta de R$ 1.000,00. Se for pago apenas R$ 100,00, restará um saldo devedor de R$ 900,00. Sobre esse valor serão calculados os juros. O problema não está sozinho. É como se você fizesse um empréstimo de R$ 900,00. E ainda vai agregar gastos no próximo mês, utilizando o cartão. É uma conta que vai se tornar impagável. Não podemos esquecer que as dívidas com cartão estouram os orçamentos familiares. As estratégias dos bancos estão cada vez mais agressivas. Tenho repetido esse assunto. Verifique sempre se os “produtos” oferecidos pelos bancos contêm propaganda enganosa. Ainda vou insistir na questão da assessoria financeira. Todas as pessoas necessitam de ajuda especializada. É comum as pessoas com dificuldades financeiras procurarem os bancos, para resolver suas questões. ERRO GRAVE! A maioria não procura advogados ou contabilistas, que poderiam orientá-las. Pagam muito para os bancos, porque não querem pagar advogado ou contador. Essa maioria espera quando a situação está insustentável. Afirmo que dívidas são doenças sociais. E devem ser tratadas de forma precoce, como qualquer outra doença. Não são raras as depressões por causa de dívidas. Também não podemos esquecer a desarmonia que causa nas famílias. Em situações extremas as dívidas provocam divórcios e separações. Mais uma vez faço a mesma pergunta: Por que motivo a sociedade brasileira não reage, frente ao descalabro nacional que é o endividamento familiar e das empresas? Resta a todos os brasileiros procurar uma forma de reação. E somente através de especialistas é que se pode combater essa doença. O que acham de tomar a iniciativa?

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027