UMA NOITE PARA ESQUECER

A história brasileira está marcada para sempre. A decisão do Judiciário brasileiro e as prisões decretadas não têm precedentes. A luta contra a corrupção também deixa cicatrizes. A cura das doenças também marca a vida das pessoas. Muitas vezes as decisões devem ser corajosas. E aqui não vou emitir opinião sobre o mérito, mas sobre a importância desse momento histórico. Antes de entrar no núcleo do assunto, cabe sinalar a pressão sofrida pelo JUDICIÁRIO BRASILEIRO. Quando a Polícia Federal, o Ministério Público e o Judiciário se posicionam contra a corrupção, uma parcela da sociedade brasileira se volta contra eles. Acontece especialmente por intelectuais que usam movimentos populares como massa de manobra. Voltamos ao velho assunto da formação moral e dos bons costumes. Opiniões são posicionamentos sobre determinados assuntos.. Em outras oportunidades manifestei pavor sobre o momento político brasileiro. Um ex-Presidente preso e o atual merecendo também a cadeia. Mas tem outros ex-Presidentes que poderiam estar presos. Quando esse merecimento é generalizado, alguma coisa vai muito mal. Vai mais além. Toda administração pública está contaminada. Os núcleos dessas células precisam de tratamento. Começam os problemas nos municípios e deságuam na administração federal. É difícil uma mudança tão profunda. Todos querem ficar ricos um dia. É um pensamento que corre o imaginário do povo brasileiro. Alguns escolhem a vida pública, por meio de caminhos ilegais, para atingir o objetivo. É lugar comum comentar-se que o trabalho enobrece, mas não enriquece. Parece uma verdade incontestável. Mas não é. É difícil explicar para filhos de tenra idade que seus pais não serão ricos. Mas isso é para mais tarde. O importante é aprender a ganhar a vida honestamente. E hoje estamos vendo maus exemplos todos os dias. Jamais externei posicionamentos ideológicos, seja do lado de cá ou do lado de lá. Sou defensor intransigente da economia das famílias. Nas últimas décadas os governos têm aumentado tributos, enquanto os bancos trituram os orçamentos familiares com júros altíssimos. São assuntos abordados frequentemente. Ninguém ousa se posicionar contra, com medidas pragmáticas. Políticas públicas para tirar as famílias do endividamento não existem. Por outro lado, os brasileiros trabalhadores perdem suas conquistas, com o apoio dos governos. As reformas trabalhistas atingem somente os trabalhadores. E elas foram capitaneadas e apoiadas por partidos de todas as cepas, inclusive os chamados de esquerda. E pasmem: assistimos discursos públicos de mandatários da nação, afirmando que favorecem os bancos e os grandes empresários. É um escárnio feito aos trabalhadores que dão suas vidas, trabalhando pelo engrandecimento do país. Nas últimas décadas somente os trabalhadores são penalizados. Aqueles que não trabalham não se importam, porque não se sacrificam. Comecei a trabalhar, oficialmente, com 15 anos de idade. Estudava à noite. Em escola pública. Oito horas por dia, mais quatro na escola noturna. Ressalvo que trabalhei informalmente antes disso. Completei 39 anos de trabalho, para me aposentar. Fui penalizado pela reforma da Emenda 20, de 1998. Depois fui bombardeado por outras reformas. Assim como eu, milhares de trabalhadores também foram castigados. Depois das eleições teremos mais uma reforma previdenciária. Mas esse é um assunto para depois. Aqui está um pequeno resumo do que penso. Teremos outras oportunidades para falar. Escrevi sobre terceira instância na última coluna. Essa TERCEIRA INSTÂNCIA não existe para pobres condenados em segunda instância. O chamado Recurso Especial, para o STJ, somente poderá subir se o Tribunal de Segunda Instância permitir. Noventa e nove por cento dos recursos não sobem. E a decisão transita em julgado em SEGUNDA INSTÂNCIA. Será que as celebridades têm garantida a apreciação de RECURSO ESPECIAL?

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027