Diário da Manhã | Notícia, Jornal, Rádio, Passo Fundo, Carazinho

Violência x violência

A mídia brasileira tem noticiado sobre a violência, sem apontar para soluções reais e concretas. São décadas de crescimento da violência. E continua crescendo bem mais do que a população. É fato. Todos os dias aparece um novo especialista em segurança pública. São chamados de Consultores em Segurança Pública. E cada um tem uma receita para diminuir a violência. Às vezes parece que não estão falando sério. É claro que não vou repetir as baboseiras que ouço. Em primeiro lugar, é preciso dizer que segurança pública não é tarefa exclusiva da polícia. Nunca é demais repetir que educação começa em casa, com a energia dos pais. Depois se reflete na sociedade, porque foi educado um cidadão honesto e trabalhador. Estamos vivendo um momento histórico do que é chamado “politicamente correto”. O trabalho infantil é combatido com unhas e dentes. O problema é a confusão de trabalho infantil com responsabilidade. A criança tem que aprender a fazer certas tarefas em casa, começando por sua própria higiene. Confundem muito criança e adolescente. É comum os adolescentes abandonarem os estudos muito cedo, sem uma alternativa. Essa evasão escolar é acentuada, deixando o adolescente em situação de vulnerabilidade. Vamos falar agora apenas do adolescente. Quando um jovem nessa fase não estuda, ele tem de trabalhar. O que acontece com um jovem de 15anos que não trabalha e não estuda. Imaginem se os pais trabalham o dia todo. É possível que esse jovem jogue vídeo game o dia todo. Mas é possível que vá para a rua para aprender o que não presta. Era essencial que estivesse frequentando a escola e estudando em casa, no turno inverso. O perfeito entrosamento entre a escola e a família é que vai formar cidadãos respeitosos. Não há outro caminho. É claro que nem todos vão fazer faculdade. Isso é assunto para outra pauta. E outra questão é a qualidade do ensino. Outro problema é a organização das cidades, o que facilita essa eclosão ou explosão de criminalidade. O modelo de urbe faliu. As cidades incham, não crescem. Não há emprego para todos. Tampouco há escola de qualidade para todos. As estruturas urbanas não oferecem nem mesmo saúde para todos. O nosso modelo de cidade está falido. As habitações clandestinas existem pela incompetência dos gestores públicos. Talvez o mais importante ainda seja o do resgate dos valores morais perdidos. Hoje tudo é permitido. Pode fumar maconha, pode bater nos pais. Pode votar e ter filhos. Mas os pais não podem usar de qualquer forma de correção com os filhos. A bandeira do Brasil, para muitos, mudou de cor. É vermelha. E tem brasileiro que acha que o Maduro é um ótimo presidente. Está expulsando a sua gente para outros países. O pior é que os brasileiros votam na bandeira vermelha. Muitas vezes sequer sabem que o candidato é comunista. Tudo isso deve ser considerado, mas precisamos de medidas urgentes. Os crimes contra o patrimônio são os piores, sob ponto de vista humanístico. Matar alguém para roubar o celular não tem a ver com sobrevivência. É maldade mesmo. É crueldade. Os fatos atuais devem receber uma atenção imediata e enérgica. O estupro com morte também deve ser um crime punido com mais rigor. São delitos cujos autores jamais serão recuperados. O homicídio planejado, com alto poder de fogo, tipifica o que chamamos de execução. Aqui enumerei apenas três graves e cruéis crimes. A esses deve ser dado um tratamento diferenciado. De outra banda, o crime do corrupto, do colarinho branco, também deve ter um tratamento enérgico. Quem mata para roubar é um impiedoso. E como tal deve receber uma resposta igual. É preciso analisar cada caso, mas conheci ensandecidos criminosos com três latrocínios. A cadeia para ele seria um prêmio. O estuprador contumaz, que mata as suas vítimas não pode ter melhor sorte. É uma doença social que como tal deve ser tratada. O corruptor e o corrupto destroem o patrimônio nacional, acabando com segurança pública, saúde e educação. As penas são brandas demais, a ponto de valer a pena o sacrifício: é o chamado custo-benefício. Todas essas crueldades devem ser tratadas da mesma forma. E que o paredão seja bem reforçado!

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027