Especial | Dia do Médico - 2015

Os primeiros passos de uma caminhada

Os primeiros passos de uma caminhada
Foto: Felipe Souza / DM

A influência pessoal de ser médico, para o Neurocirurgião Dr. Paulo S. Crusius, vem da família materna, sendo que seu tio foi médico em Marau - o primeiro profissional a realizar um parto cesariana na região, em 1935. “Sempre estudei em escolas públicas e minha formação profissional aconteceu na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Após isso fiz residência médica em Porto Alegre e pós-graduação na Universidade de Londres, retornando a Passo Fundo em 1972”, conta. Ele relembra que na época, a infraestrutura hospitalar era precária e os primeiros avanços na medicina chegaram ao município, por influência de Dom Claudio Colling. “Os primeiros aparelhos tecnológicos de avanço foram adquiridos por meio de um convênio entre a Universidade de Passo Fundo (UPF), e a Alemanha Oriental”, recorda, destacando ainda, que não há duvidas do avanço tecnológico que hoje constitui o armamentário diagnóstico e terapêutico. “Hoje temos equipamentos digitais que estudam as estruturas anatômicas de todo o corpo, de forma rápida e eficaz e isso revolucionou tratamentos. O advento da tomografia computadorizada, que foi uma revolução fantástica no diagnóstico, denota a passagem de métodos invasivos para não-invasivos. O passo seguinte é a ressonância magnética nuclear, a grande tecnologia do estudo anatomofuncional, cujo desenvolvimento contínuo traz a possibilidade de diagnóstico cada vez mais precoces. Devemos lembrar também, o advento do PetScan como um avanço inequívoco na área oncológica”, aponta.

Dr. Paulo S. Crusius é Neurocirurgião; membro da Academia Sul Brasileira de Medicina; diretor do Instituto de Neurologia e Neurocirurgia; membro efetivo do Departamento de Neurocirurgia do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), de Passo Fundo; e ex professor titular da Faculdade de Medicina da UPF. O profissional comenta ainda, que os avanços na medicina, não foram apenas em um sentido. “Houve o acompanhamento laboratorial e fundamentalmente o progresso terapêutico, como a introdução do microscópio em cirurgia, acrescido no armamentário radioterápico e quimioterápico que tem representado curas fascinantes no combate e controle a doenças oncológicas como o câncer, por exemplo. E, associado a tudo isso, vem uma coisa muito importante que é a informação pela computação. O aparato digital que nos dá a informação, o histórico e a evolução de um paciente, o que facilita o acesso ao diagnóstico e tratamento”, fala.

No entanto, há muito que se melhorar. “O que acontece de fato, para se lamentar, são as emergências lotadas, tratamentos desumanizados, mortes desassistidas e dificuldades importantes no acesso a todos os métodos de diagnósticos e tratamentos. O acesso a toda a tecnologia moderna existe, mas não na forma que ser quer, pois as dificuldades certamente advindas de gestão inapropriada, quer governamental quer privada, que dificulta o andamento da máquina saúde, por exemplo, baixa remuneração em todos os níveis, acarreta fundamentalmente o desestimulo a assistência, e por consequência a má prática ou a dificuldade da prática médica e paramédica em todos os níveis. A crise socioeconômica e política que se está se vivendo engloba todos os setores da vida brasileira, queira Deus que pelo menos a saúde seja mantida”, opina.

Excelência profissional – De pai para filhos
Dr. Paulo tem quatro filhos homens. Desses, três optaram pela mesma profissão do pai. Ser médico. Dr. Marcelo é Neurocirurgião Vascular; Dr. Cassiano é Neurocirurgião Endovascular; e Dr. Mariano é Neurorradiologista; além de Luciano – gestor de toda a família. O profissional e pai, destaca que procura orientar seus filhos, e colegas de profissão, para que busquem sempre, pela melhor qualificação profissional. “Depois que se escolhe a profissão médica, tem sempre uma cobrança, uma orientação, para que se busque o que é de melhor em termos de qualificação profissional e isso sempre foi exigido não somente deles, mas como de todos os meus alunos. Para ser médico tem que se buscar a excelência profissional de forma continua, por isso, certamente serão muito melhores que eu no exercício da profissão”.

O que há para comemorar
Segundo o renomado Neurocirurgião, a atenção constante do profissional para com seus pacientes, é o que se deve comemorar no Dia do Médico. “O que eu gostaria de comemorar, não é o médico, mas, acredito que deveríamos dignificar a vida de todos os nossos pacientes, tornar essa, a grande comemoração”, pontua Dr. Paulo.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027