Especial | Passo Fundo 159 anos

Um olhar para quem precisa

Um olhar para quem precisa
Foto: Felipe Souza / DM

Nesses 159 anos de Passo Fundo, vale lembrar daqueles que ajudam não só a sua comunidade mas a todos que precisam de auxílio. O  Centro de Atendimento à Criança com Câncer (CACC) trilha sua história há mais de uma década, levando o amor, o acolhimento e acima de tudo a compaixão pelo próximo

O  Centro de Atendimento à Criança com Câncer (CACC) surgiu a partir do desejo de uma senhora em ajudar crianças com câncer. Morena Benvegnu, durante sua vida, sonhava em poder ajudar e dar assistência para crianças que sofriam com a doença. Não podendo realizar em vida, após seu falecimento, o marido de Morena, Ítalo Benvegnu, doou o terreno o qual hoje abriga o CACC. A partir disso, o centro foi inaugurado em 12 de outubro de 2003, com o objetivo de acompanhar, assistir e minimizar o sofrimento de crianças com câncer do município e região. “O CACC surgiu graças a doação do terreno o trabalho das voluntárias da Liga Feminina de Combate ao Câncer e o auxílio da comunidade e de empresários. Desde então, nosso maior objetivo é promover um ambiente acolhedor que favoreça a recuperação das crianças”, justifica a presidente da entidade, Neli Formigheri.

Ao longo desses 13 anos o CACC ajudou, auxiliou e amparou diversas crianças. Atualmente, cerca de 60 crianças estão cadastradas no centro. Algumas permanecem lá, outras apenas frequentam. “Nem todas estão hospedadas na casa, são crianças que vem e vão. Elas estão em tratamento, durante dois, três anos, algumas não são daqui, então elas vêm até Passo Fundo e ficam na casa. Nós recebemos também os pais dessas crianças, os acompanhantes que auxiliam elas”, conta Neli.

Como há vários leitos no centro, Neli explica que quando não estão todos preenchidos por crianças, eles abrem para mulheres com câncer. “Elas também estão hospedadas aqui, hoje estamos com 10 pacientes adultas na casa, que fazem quimioterapia ou radioterapia”, acrescenta.

Dessas 10 mulheres que estão em tratamento e hospedadas na casa, uma é a Rúbia. Rúbia tem 30 anos e a dois descobriu o câncer de mama. Ela, que há cerca de cinco anos mora fora de Passo Fundo, encontrou no CACC o abrigo e acolhimento que necessitava para os dias de tratamento. “Eu descobri o câncer de mama com 28 anos, em outubro de 2014. Eu iniciei os exames, e comecei a quimioterapia em seguida. Tudo aqui em Passo Fundo. Fiz o tratamento por seis meses e logo depois já fiz cirurgia. Acabou que depois da cirurgia, após dois meses de recuperação, eu iniciei as radioterapias, fiz 28 sessões e quando eu acabei as radios 15 dias depois, voltou meu câncer, dessa vez do outro lado. Fiz novamente outra cirurgia e após novas sessões de radioterapia. Hoje estou em tratamento a quase dois anos”, conta.

Após um ano e meio se deslocando de Itapema- SC para Passo Fundo para a realização do tratamento, Rúbia descobriu o CACC. “Há seis meses atrás eu descobri a casa, que foi uma benção. Antes eu ficava indo e voltando, gastava com hospedagem, comida, enfim, com tudo. Com o CACC todo o tratamento acabou sendo mais fácil, sempre venho de lá e fico aqui e sou muito bem recebida. O trabalho que eles desenvolvem aqui é maravilhoso, dando assistência e acolhendo pessoas que estão passando por um momento difícil, não há nem como descrever”, acrescenta.

Com um sorriso estampado de orelha a orelha, Rúbia comemora. O tratamento está acabando, só mais três sessões de radioterapia e o sofrimento chegará ao fim. A alegria é indescritível, logo estará voltando para casa onde sua filha de 10 anos e seu marido lhe esperam, e dessa vez será diferente, Rúbia não precisará deixá-los novamente na próxima semana, ela venceu o câncer. “Depois será só os acompanhamentos, a cada quatro meses”, esplandece.

A presidente do CACC ressalta que todo esse trabalho só pode ser desenvolvido graças a ajuda prestada pela comunidade.  “A população nos ajuda sempre que solicitada, com alimentação e recursos financeiros, possibilitando assim, o pagamento de funcionários, encargos sociais, medicamentos, luz, água, telefone e material de higiene”, comenta Neli Formigheri.

Ajude o CACC a ajudar
Para ajudar o CACC, a população pode fazer doações de roupas e eletrodomésticos em perfeitas condições de uso para serem vendidas no Brechó da Liga, que também é uma das fontes de renda da entidade. A comunidade também podem doar alimentos e dinheiro, que podem ser depositados em uma das contas das agências do Banrisul, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. Para ter acesso aos números das contas, é só ligar para o telefone (54) 30454560. O CACC se localiza na Rua 10 de Abril, nº 205 A, próximo ao IOT.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027