Agro Diário

Número de R$ 2,5 bilhões mais perto de ser alcançado

Autor: Redação Diário da Manhã

Expositores dos segmentos de máquinas e  veículos confirmam  que   o  volume   de vendas esta  melhor  do que o ano passado.  Condições dos bancos e preços diferenciados nos produtos para feira  propulsionam  as  negociações

Ao final de quatro dias de feira, a perspectiva otimista da direção da organização da feira parece refletir nos  negócios que tem ocorrido nos  estantes  dos  expositores. O sócio - diretor da Augustin Massey Ferguson, Paulo Finger, destaca que o quê ocorre na  Expodireto Cotrijal e  Show  Rural Coopavel  servem de termômetro para o   segmento sobre o  comportamento do mercado de máquina para o ano. O gestor da rede de concessionarias revela que a empresa deve registrar um crescimento em volume de vendas neste ano em relação à feira do ano passado.  Finger conta que são os tratores os líderes de pedidos na feira neste ano seguidos dos pulverizadores. O diretor revela que os preços das máquinas estão iguais ao ano passado, porém um dos diferencias da feira, segundo o empresário, é de que várias instituições bancárias não estão cobrando a taxa flat na contratualização do financiamento o que pode implicar em até 3% menos no preço final do produto.   Finger que também é presidente da Unimassey - Associação Nacional dos Distribuidores Massey Ferguson, revela que o mercado de máquinas tende a crescer 10 % em volume em comparação ao passado.

Sodertecno vai ampliar seu mix de produtos

 O ano de 2018 deve representar para a empresa Sodertecno  um período de reformulação e posição no mercado. O diretor  comercial da  empresa,  Emerson  Soder  revela que a empresa está realizando testes  com uma  nova  linha de produtos e  será  mais  agressiva em sua  atuação nos  estados de Santa Catarina, Paraná, Mato  Grosso e  São Paulo . A empresa está desenvolvendo produtos para atender também o segmento de fruticultura. Roçadeiras e faca rolo também estão entre os itens que a partir do segundo semestre deste ano devem passar a fazer parte do mix de produtos da empresa. O número de participações em exposições também será maior.   Para feira deste ano, uma das alternativas apresentadas pela empresa é o financiamento próprio em até 5 vezes.  Em relação aos quatro dias de Expodireto, Soder comenta que a empresa deve repetir o número de negócios do ano passado. “O que se percebe é que o ânimo do produtor neste ano está melhor do que estava no passado. Vamos repetir os números do ano passado ou aumentar, dependendo do ritmo desta sexta-feira (09) “, revela o  empresário.  Soder conta que para a empresa um dos produtos que mais tem tido saída são as carretas para transportes de plataforma de colheitadeira, dado o período em que feira acontece.  

Prospecção de negócios futuros

O empresário Neri Krüger da empresa Telha Certa, conta que no caso de sua empresa, tão importante quanto os negócios que são feitos durante a feira o que tem peso no decorrer do ano é ter a marca lembrada.  O empresário comenta que um bom resultado da safra de soja terá reflexos positivos para os negócios, Krüger afirma que os resultados de 2018 devem ser melhores que os do ano passado. “Este ano pelo que já mostrou janeiro e  fevereiro será   uma ano de  reafirmação,  e creio que estamos a passos  largos para  retomar o caminho de  desenvolvimento”  diz  o  empresário.

Descontos que podem passar de R$ 30 mil puxam vendas de veículos

O sócio proprietário e diretor da Carazinho Veículos Arthur Scheibe, concessionária da marca Chevrolet revela que ainda a depender das negociações a serem feitas nesta sexta- feira (09), os resultados podem ultrapassar os indicadores de venda do ano passado. De qualquer modo, segundo ele,  os indicadores já compilados mostram que a empresa deve atingir suas metas para a feira. “O que se nota é que embora com menos fluxo de público, quem passa por aqui é cliente que realmente está afim de fazer negócios”, diz o diretor. De acordo com o gerente de vendas Eduardo Pinto, as caminhonetes S10 cabine dupla têm sido os puxadores de vendas.   Dentre as condições de feira, há veículos com descontos de até R$30 mil reais, dependendo do modelo e alguns deles com taxa zero de juros.  Das compras financiadas, o Plano Safra e o Investagro via Banco do Brasil e Sicredi são os principais protocolos. Scheibe,  revela que  dado o cenário  econômico e  perspectiva de  boa  safra agrícola   nos municípios da  região, a tendência  é  de que  no ano de  2018  o crescimento da  empresa em vendas  será  superior  a 10%.  

Duas mil pessoas para serem atendidas por dia

O gerente de vendas da Augustin Veículos, Paulo Augusto Martins, concessionaria Ford, revela que por dia quase duas mil pessoas têm sido atendidas no estande da empresa e conta que a concessionária deve vender na feira mais de 70 caminhonetes, numero que deve ser semelhante ao ano passado.  Martins afirma que além das possibilidades de financiamento com pagamento mensal, há também o prazo plano sazonal em que o produtor rural pode fazer pagamentos a cada seis meses.  Martins conta que outra condição de compra que está mais interessante este ano do que em relação à feira do ano passado é o percentual de entrada, que no passado era de 60% e neste ano caiu para 30 %. O gerente comenta que além dos negócios já fechados na feira, o volume prospecções de negócios futuros é muito alto.   O item mais vendido tem sido a caminhonete Ranger XLS 4x4.

Negócios pós-feiras

O gerente de vendas da Marina Veículos, Jair Andreatto, destaca que para a empresa são as caminhonetes Fiat Toro e Strada os mais vendidos.  Andreatto revela que para a feira, a empresa tem oferecido descontos que variam entre 21% e 23 % dependendo da caminhonete. O gerente revela que 40% das vendas tem sido com pagamento a vista e 6 % envolvendo trocas.    “O melhor da feira é a prospecção de negócios. Os contatos que são feitos na Expodireto acabam resultando em vendas praticamente ao longo do ano inteiro“ conta o gerente. Embora não cite percentuais o diretor da Salwipa, concessionária Volkswagen, Airton Tonello, confirma que a tendência é que   para  empresa  o  resultado   da feira  neste ano seja   superior a  2017. O empresário também destaca a importância da Expodireto para prospecção de negócios futuro. “O fluxo de pessoas na feira é bom. Temos dois fluxos de público, o que vem para fazer negócios, e o que vem para olhar, pesquisar e concretizar a compra depois da safra, por isto é tão importante estarmos aqui”, comenta Tonello.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027