Geral

Câmara aprova novo projeto para o estacionamento rotativo

Autor: Isabella Westphalen
Câmara aprova novo projeto para o estacionamento rotativo
Foto: Isabella Westphalen/DM

A implantação do sistema rotativo vem em uma tentativa de melhor organizar o trânsito da cidade. Apesar de algumas ressalvas em pontos do projeto, a iniciativa foi aprovada por unanimidade no Legislativo

Após ficar cerca de 80 dias tramitando na Câmara de Vereadores, para análises jurídicas e dos vereadores, o projeto que prevê a implantação de um novo modelo de estacionamento rotativo em Carazinho foi aprovado na última segunda-feira (11). Para o presidente do Legislativo, Márcio Hoppen (Guarapa), o sistema de estacionamento rotativo se faz necessário na cidade e acredita que a comunidade espera por essa medida.

Com a justificativa de que o número de agentes do Departamento Municipal de Trânsito (DMT) é insuficiente para a demanda da fiscalização e atendimentos do município, o projeto visa a terceirização da fiscalização do estacionamento rotativo pago.

Agora, o próximo passo é com a Prefeitura. “Agora o prefeito sanciona o projeto de lei, é encaminhada a licitação e, posteriormente, se dá a conclusão e assim esperamos que a empresa vencedora realize um excelente trabalho para a nossa sociedade”, comentou Hoppen, que conta que desde seu primeiro ano como vereador, no governo passado, já existia a discussão sobre a implantação do sistema rotativo e acredita que a aprovação é um êxito. “Foi um projeto muito discutido dentro das comissões, junto com o secretário de Desenvolvimento e acho que essa aprovação se faz necessária”, frisou Guarapa, que afirma que dessa forma será possível organizar, principalmente, a parte central da cidade, possibilitando mais vagas de estacionamento para quem frequenta o comércio.

De acordo com o presidente do Conselho Municipal de Trânsito, Renato Weber, o número de vagas que o estacionamento rotativo irá disponibilizar é de 1.100 no total. “Esse número também conseguimos ampliar, não só no Centro, mas em todo o sistema, incluindo as proximidades do hospital, entre outros”, comentou Weber, que acredita que através dessa medida o trânsito de Carazinho poderá ser melhor organizado e fiscalizado. “É tudo eletrônico e em tempo real, então, não depende do fator humano para estar verificando os estacionamentos, vamos fazer o uso da tecnologia”, ressaltou o presidente do Conselho.

E agora?

Após a aprovação na Câmara, o próximo passo, segundo o secretário municipal de desenvolvimento, Dêninson Costa, é elaborar o termo de referência, para que o projeto possa ser mandado para licitação. “Neste termo colocamos as especificidades do que a gente vai pedir para as empresas que vão participar da licitação. Por exemplo, exigir que a empresa tenha um determinado tempo de experiência comprovada, capacidade de investimento, porque não podemos pegar qualquer empresa”, explicou Costa.

Sobre os cuidados a serem tomados nesse aspecto, o secretário afirma que é necessário ter atenção e exigir credibilidade, pois acredita ser um absurdo a quantidade de prejuízos que acontecem em virtude desta falta de atenção. “Temos que moldar os nossos documentos, de forma que venham empresas idôneas, com experiência e que aceitem as cobranças que vamos fazer”, ressaltou Costa, que também salienta que a partir da implantação do projeto, cerca de mais 20 empregos vão ser gerados na cidade, em torno da nova proposta.

O objetivo, segundo Costa, é sempre aliar as boas condições da empresa, com um bom preço para o consumidor. “Esse projeto vem para agregar, e muito, na qualidade de vida do cidadão. É claro que vai ter reclamações, mas dessa forma vamos conseguir disciplinar o estacionamento”, avaliou o secretário. Quando a proposta começou a ser divulgada, uma das ideias era de que fosse possível utilizar um aplicativo em celular para poder estacionar nas vagas do rotativo. A possibilidade de efetivar esse mecanismo será estudada.

Ressalvas

Durante a sessão na Câmara, os vereadores Ivomar de Andrade (Tomate) e João Pedro Albuquerque de Azevedo, mesmo votando a favor do projeto, deixaram o alerta em alguns pontos. Para Tomate, é necessário que alguns pontos sejam revistos pelo Executivo, como por exemplo, que o valor do estacionamento venha a ser feito por decreto do prefeito. “Eu voto a favor deste projeto, porém, o valor por decreto eu vejo problemas. Fica o alerta para esse ponto, que talvez deva ser revisto”, salientou o vereador.

Albuquerque, por sua vez, demonstrou preocupação com a empresa que venha a vencer a licitação, para que a mesma possa trazer real retorno para a sociedade e os cofres públicos. O vereador também analisou alguns itens do projeto, afirmando que um deles inclusive precisasse de maior embasamento técnico, porém, ressaltou que, com ajustes, pode ser resolvido.

De acordo com Costa, agora que o projeto foi aprovado, ele irá se dedicar a analisar tudo que foi apontado. “Vamos nos dedicar ainda mais para que o processo corra o mais rápido e possamos colocar o quanto antes a inciativa para rodar”, esclareceu Costa, que espera que até o fim do ano o sistema de rotatividade no estacionamento já esteja funcionando. “Vamos cobrando, ainda mais um projeto grande desses”, complementou o secretário.

Sistema necessário

Segundo Weber, o sistema do estacionamento rotativo é necessário tendo em vista o crescimento e desenvolvimento da cidade, pois acredita que se a cidade for analisada há 30 anos e hoje, os números de lugares de estacionamento e vias urbanas são as mesmas na área central, porém, nesse meio tempo, o número de veículos mais que triplicou. “Isso requer planejamento e necessita de iniciativas como o rotativo e outros planejamentos que a gente já vem fazendo e pensando no todo”, comentou o presidente do Conselho.

No modelo antigo, o estacionamento era pago, porém, o carro poderia ficar o dia todo na mesma vaga. No novo sistema, Weber afirma que existe um período máximo que o veículo pode ocupar determinado espaço, justamente para que se tenha a rotatividade, dando a oportunidade para que mais pessoas circulem. “Não tem espaço hoje para tanto veículo, então, o pessoal vai ter que se adaptar. Quem precisa deixar estacionado o dia todo pode usar as ruas laterais, quem sabe, caminhar um pouquinho mais e deixar o rotativo para quem necessita desse modelo, de mais rapidez”, avaliou Weber.

De acordo com Costa, através de um estudo foi constatado que 20% do fluxo de veículos nas áreas superpopulosas da cidade são à procura de vagas, portanto, com a rotatividade, haverá este ganho em 20%, pois terão mais lugares. “Acredito que no âmbito da nossa Secretaria, de tudo que já fizemos até agora, esse é o projeto que vai impactar mais, mas acreditamos que vai ser positivamente”, complementou o secretário.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027