Saúde

Menina Vitória nasce no chão do HCC

Autor: Alessandro Tavares
Menina Vitória nasce no chão do HCC
Foto: DM/Alessandro Tavares

Vídeo de mãe que deu à luz deitada ao chão do HCC repercutiu nas redes sociais. O diretor técnico do hospital afirma que a gestante vinha sendo acompanhada e que o quadro de dilatação e contrações evoluiu muito nos minutos que antecederam ao parto, e por isso a gestante ainda não tinha sido encaminhada para sala específica

Nesta quinta-feira (5), a redação do Grupo Diário da Manhã teve acesso a um vídeo com imagens que mostram uma mulher dando à luz a uma criança deitada ao chão de um hospital. O fato aconteceu na noite de quarta-feira (4), no Hospital de Caridade de Carazinho (HCC) e o vídeo registrou momentos vividos por Joraci da Silva, de 31 anos. O bebê, uma menina, nasceu pouco depois das 20h. Em entrevista à rádio Diário AM 780, o companheiro da gestante, Francisco Soares, contou que Joraci teve as primeiras contrações ainda na manhã de quarta-feira (04), em casa.

O casal, que é indígena, reside nas proximidades do Santuário de Santa Rita e teria ido de táxi até o Hospital. Soares conta que ela entrou na Emergência do Hospital onde, segundo ele, a avaliação inicial teria apontado que seria apenas uma cólica, sendo liberada a gestante para que voltasse para casa.

Como a família não tinha mais dinheiro para o táxi, e Joraci estava sem condições para andar, acabaram aguardando pelo serviço de transporte da Secretaria Municipal de Saúde para uma carona. “Os carros da Saúde não estavam em Carazinho, aí ficamos esperando no Hospital e ela teve mais dores”, contou Francisco Soares.

De acordo com ele, como as dores que Joraci sentia acentuaram-se, a mulher permaneceu no hospital até à noite na sala de observação da ala pediátrica. Passavam das 20h quando Joraci pediu para o marido ajudá-la a tirar a calça legging que usava, momento em que a criança nasceu. “Quando ela tirou as calças o neném nasceu, eu a segurei pelos braços, senão tinha caído e batido no chão”, relatou emocionado o pai da menina, chamada desde já de Vitória. 

O que diz o HCC

O diretor técnico do HCC, o médico Darlan Lara, apresentou à reportagem o prontuário de atendimento da paciente em que consta que a última dinâmica de acompanhamento dela tinha sido registrada às 19h40min.

De acordo com o diretor técnico, a paciente deu entrada no Hospital por volta das 10h em trabalho de parto, porém, com uma dilatação de apenas 1,5 centímetro. O diretor frisa que desde que chegou ao hospital, embora não estivesse internada, Joraci estava sendo atendida na observação da maternidade.

A paciente foi reavaliada às 15h e apresentava uma dilatação de 2 centímetros e poucas contrações. A terceira verificação consta como tendo ocorrido às 18h30min e indicava dilatação de 3 centímetros. Segundo o médico para o parto normal a dilatação é considerada completa quando maior que 10 centímetros. Às 19h40min, segundo o médico, a paciente registrava três contratações de 25 segundos cada, a cada 10 minutos, o comum é que o parto seja antecedido de contrações a cada minuto, ou seja, o trabalho vinha evoluindo, mas, em tese, ainda estaria distante do desfecho.

De acordo com o médico, nos 20 minutos que se sucederam entre a última avaliação e o nascimento, o quadro de dilatação e contratações da paciente evoluiu muito. O nascimento foi registrado pouco depois das 20h da quinta-feira. O diretor comenta que, muito provavelmente, por instinto, diante do aumento das contratações, a paciente desceu da cama em que estava, momento em que a criança nasceu.

O profissional destaca que embora não seja comum uma evolução tão rápida do quadro, a literatura médica faz tal tipo de citação. De acordo com Lara, a equipe médica e de enfermagem estava no hospital e concluía outro parto no momento que a criança indígena nascia. O diretor técnico destaca que a equipe prestou todos os atendimentos de praxe assim que comunicada da situação.

Conforme o médico, embora a condição varie muito de paciente para paciente, considerando o quadro da gestante verificado às 19h40min o comum seria que o nascimento tivesse ocorrido horas mais tarde, por isso a mãe não tinha sido levada ainda para a sala de parto, tanto que o fato é considerado uma excepcionalidade.

Mãe e filha passam bem e provavelmente devem ter alta nesta sexta-feira (6). A menina nasceu pesando 2,275 quilos e medindo 44 centímetros. Joraci é mãe de quatro filhos, três deles nasceram de parto normal.


 

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027