Saúde

“Yoga não é estética, yoga é saúde”

Autor: Redação Diário da Manhã
“Yoga não é estética, yoga é saúde”
Foto: Isadora Stentzler/DM

Aos 76 anos, professora de yoga Lourdes Sofia Schwertner compartilha benefícios da prática

Da sacada do 5º andar de um edifício no centro de Carazinho, Lourdes Sofia Schwertner ajoelha-se em um tapete. Chove na cidade e, guiada pela sinfonia da água e do vento que batem na janela, é que ela estica a coluna e lentamente a curva para trás, deixando as mãos tocarem os calcanhares e escondendo os doces olhos verdes ao encostar as pálpebras, em meditação. “Foi por uma inspiração divina”, conta sobre como começou a praticar yoga há 27 anos, “e isso mudou minha compreensão do ser humano”.

Lourdes tem 76 anos e hoje vive sozinha no apartamento que divide com uma porção de retratos da filha adotiva e dos dois netos que moram a metros de distância da sua casa, também em Carazinho. Tem uma voz doce que combina com a fala mansa de quem, após as tempestades do início da década de 90, uniu corpo e mente em uma filosofia que faz questão de chamar de “saúde”.

Em uma das poltronas do seu apartamento, aconchegada em almofadas, lembra com palavras que já não tocam as dores passadas sobre o início de um prática que se tornou uma terapia. “Eu vivia um período tenso da vida”, recorda-se. “Por 14 anos cuidei do meu marido que estava doente e ele morreu. Depois disso, depois de tanta coisa que segurei, eu desabei e não estava bem comigo. Me apaguei em Deus e pedi para ele uma iluminação do que é que eu deveria fazer. E é até algo que eu não conto muito para as pessoas porque elas não acreditam, mas naquela noite a palavra yoga apareceu na minha parede”.

Católica convicta, Lourdes não sabe explicar o como e o porquê a palavra surgiu em sua casa, mas fez dela regra de fé e se debruçou aos estudos da yoga, indo para Porto Alegre, São Paulo e passando pelas vertentes integrais, científicas e oki – a qual tem mais afinidade e ensina hoje em aulas semanais.

Bula sem restrições

Lourdes fala com afã da prática e rapidamente lista os benefícios que a filosofia traz ao corpo e a mente. Para isso não passeia entre as posições que hoje saltam nas redes sociais devido à crescente adesão à prática, mas de forma simples aponta curas mentais e corporais que surgem de forma consequente ao praticante de yoga. “Para o corpo temos o equilíbrio físico, para a mente o equilíbrio emocional. Além da flexibilidade, a força, o desenvolvimento da respiração e o fortalecimento da memória. E é a partir disso que se aprende a lidar com o pensamento e com a vida”, diz, abrindo bem os olhos verdes e esboçando um sorriso de quem vive o que fala.

Silenciar a mente quando a rotina pede que ela não se desligue pode parecer desafiador. O pensar em meditar e conectar-se a si mesmo em silêncio, também. Mas o que Lourdes reverbera é a paz que a prática e a repetição do exercício lhe concedem, saindo da filosofia da yoga e alcançando os relacionamentos do eu com o outro e do eu com o próprio eu.

Ela exemplifica isso com o poder do pensamento ao lidar com adversidades. Do seu ponto de vista, é com a mente desacelerada que é possível observar a chegada dos momentos de turbulência e ter tranquilidade para analisá-los friamente. “O que é causou isso? Porque isso está acontecendo? O que vou fazer com esse problema?”, são perguntas que devem vir diante da dificuldade, mas sem a agonia do desespero. Como os medos podem ser muitos, as soluções também, e a elas, diz Lourdes, é preciso agarrar e transformar em realidade. Não é difícil ver na vida da professora o exemplo real da força pela história que começou em 1991 e ainda segue.

Comece

Não à toa, a senhora de 76 anos aparenta sua melhor forma ainda que na terceira idade. Não porque yoga é atividade aeróbica – o que ela condena –, mas porque ao cuidar da mente, cuidou de si mesma e fez disso sina a ser ensinada. Seu incentivo vem de pronto. Não só pelo exemplo vivo de contemplar seu corpo flexível e sentir em sua companhia uma paz quase religiosa, mas porque o “deus que habita cada um” sabe o que aquele corpo precisa fazer.  “Deus não está fora, ele está dentro. E ao tocarmos ele teremos as nossas respostas e saberemos o que é melhor para nós. A yoga me ajudou com meu corpo, mas me ajudou como pessoa. Hoje entendo melhor os seres humanos. Os compreendo, porque compreendo melhor a mim mesma. Aprendi a ser mais simples e deixar as vaidades de lado. Tenho apego à minha família e não sou adepta de uma alimentação restrita. Apenas faço o que o meu corpo pede. Porque quando me livro da ansiedade ele pede apenas o que eu preciso”, reforça.

A indicação para yoga é livre e pode ser praticada desde a infância. Embora tenha uma base hinduísta, ela pode ser praticada por pessoas de qualquer religião, uma vez que, define Lourdes, “é saúde”.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027